Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Estatuto Oficial da Polícia DPT

1 Estatuto Oficial da Polícia DPT em Sab Jun 16, 2018 2:53 pm


Departamento Policial Tático
Estatuto Oficial


As seguintes são incorporadas por capítulos e regem todas as áreas e todos os policiais. Qualquer policial que se junte ao Departamento Policial Tático concorda automaticamente com os termos aqui contidos. Todas as pessoas negligentes em cumprir com esses termos estão sujeitos a ações disciplinares. Todos e quaisquer conflitos encontrados com os seguintes capítulos devem ser levados diretamente à Corregedoria.


CAPÍTULO I
Regras Gerais


Art. 1 - Mantenha-se sempre organizado com relação aos seus três requisitos básicos: uniforme, missão e emblema.


Art. 2 - Não dançar ou usar efeitos dentro da polícia.

Art. 3 - Respeitar todos do jogo de acordo com as exigências propostas na Habbo Etiqueta.

Art. 4 - Não pratique flood, não faça escândalos, não anuncie links inapropriados conforme banidos pela Habbo Etiqueta (sites de moedas grátis, por exemplo) e não divulgue outra empresa caso não esteja autorizado pela Presidência.

Art. 5 -  Não se utilize de ações que comprometam o funcionamento de qualquer ala da empresa, bem como inativar-se nelas. Utilizar a ala de ausências.

Art. 6 - Não pedir salário, aulas, promoções e/ou direitos.

Art. 7 - Antes de promover qualquer oficial, verificar as exigências necessárias para o cargo que será assumido com base neste Estatuto.

Art. 8 - Não use linguagem inapropriada a qual viole as normas propostas pela Habbo Etiqueta, tais como calúnias envolvendo opção sexual, raça, cultura, etnia e/ou religião.

Art. 9 - Pedir sempre autorização de um superior caso precise sair. Não saia ''do nada'' para que não comprometa a organização da empresa.

Art. 10 - A ordem dos treinamentos e cursos deve ser respeitada para todas as hierarquias, desta forma garante-se que o oficial receberá os conteúdos necessários para seu crescimento e suas funções dentro da empresa.

Art. 11 -  É terminantemente proibido manter-se na empresa com duas contas habbo distintas, o que significa que cada oficial só pode prestar serviços com um personagem. Casos deste tipo serão analisados com muita rigidez e passível de punição às duas (ou mais) contas.

Art. 12 -  É devidamente proibido um oficial manter-se em modo offline, já que tal situação pode comprometer a fiscalização e organização de emblemas e cargos. Também é devidamente proibido um oficial manter sua opção  “siga-me” desligada, o que compromete a fiscalização de oficiais liberados ou não - Oficiais denunciados neste par são investigados e têm seus emblemas retirados (em caso de modo offline), sendo considerado motivo de justa causa para demissão ou demais punições.

Art. 13 - Todo funcionário desta agência militar deve pertencer unicamente a ela. Qualquer deslealdade demonstrada por parte do funcionário (com suas respectivas comprovações) são severamente punidas. Este par se refere apenas às empresas do ramo policial, exceto organizações aliadas.

Art. 14 - A Lista Negra é um índice de nomes de jogadores proibidos de ficar na sede e também se alistar, podendo ser banidos permanentemente a qualquer momento do Departamento Policial Tático. Estes também não possuem acesso ao site da empresa.

CAPÍTULO II
Regras Hierárquicas

Art. 15 - A hierarquia militar é a base da organização do Departamento Policial Tático e compõe a cadeia de comando a ser seguida por todos os integrantes da polícia em sua estrutura organizacional. Na DPT, a constituição prevê que o Presidente exerce comando supremo do Departamento Policial Tático.


Art. 16 - Hierarquia Militar de Departamento Policial Tático: 


Corpo de Praças
Soldado
Cabo
Sargento
Subtenente
Cadete
Aspirante-à-Oficial

Corpo de Oficiais
Tenente
Capitão
Major
Coronel
General
Marechal

Corpo de Superiores
Sócio
Inspetor
Professor
Diretor
Vice-presidente
Presidente

Art. 17 - Hierarquia Executiva de Departamento Policial Tático, equivalências e seus preços:
Corpo de Praças
Agente = Soldado - 2
Analista = Cabo - 5
Investigador = Sargento - 10
Supervisor = Subtenente - 15
Delegado = Cadete - 30
Administrador = Aspirante-à-Oficial - 60

Corpo de Oficiais
Advogado = Tenente - 100
Acionista = Capitão - 200
Perito = Major - 400
Juiz = Coronel - 800
Desembargador = General - 1000
Líder = Marechal - 1500

Corpo de Superiores
Não serão comercializadas.

Art. 18 - A hierarquia do Corpo Executivo é diferente na nomenclatura, porém, todos possuem os mesmos direitos de acordo com as equivalências e restrições básicas que seguem neste documento.

Art. 19 - Compras de cargo referente ao Corpo de Executivo só poderão ser feitas com a Direção e Presidência, não é de responsabilidade da Administração caso pagamento seja feito de outra forma.

Art. 20 -  É regido como prioridade que todos os usuários ativos usem os devidos uniformes de acordo com o Cargo em que ocupa, de acordo com:











Art. 21 - Nesta artigo serão encontradas imagens referente ao fardamento de Corpo Militar e Corpo Executivo, bem como acessórios, cabelos, e variações de cores que poderão, ou não, serem utilizadas dentro do território do Departamento Policial Tático.



Acessórios para usuários registrados no Departamento Policial Tático

















Variações de Tons de Pele








Variações de Cores de Cabelo








Cabelos Masculinos











Cabelos Femininos 







Art. 22 - Para estar apto à promoção um usuário deve completar os requisitos mínimos em cada cargo:


Recruta -> Soldado/Agente -> Para um recruta ser promovido a Soldado, é necessário apenas que ele tenha recebido o Aprimoramento logo após se alistar no Departamento Tático Policial. No caso da promoção para Agente, esta só é obtida através da compra do cargo.

Soldado/Agente -> Cabo/Analista -> Para que um Soldado (Agente) possa ser promovido a Cabo (Analista), é necessário que ele:
- Realizar ao menos um Alistamento no Departamento Policial Tático;
- Apresente ortografia mediana;
- Apresente bom comportamento;
- Possua no mínimo 6 horas no cargo atual.

 Cabo/Analista -> Sargento/Investigador -> Para que um Cabo (Analista) possa ser promovido a Sargento (Investigador), é necessário que ele possua:
- 1 dia mínimo no cargo;
- Ortografia mediana;
- Bom comportamento no Departamento Policial Tático.

Sargento/Investigador -> Subtenente/Supervisor -> Para que um Sargento (Investigador) possa ser promovido a Subtenente (Supervisor), é necessário que ele possua:
- 2 dias mínimos como Sargento/Investigador;
- Exercer um bom trabalho na ala das verificações de acesso;
- Excelente trabalho como DR na recepção;
- Boa ortografia;
- Bom comportamento no Departamento Oficial de Militares.

Subtenente/Supervisor -> Cadete/Delegado -> Para que um Subtenente (Supervisor) possa ser promovido a Cadete (Delegado), é necessário que ele possua:

- 3 dias mínimos como Subtenente/Supervisor;
- No mínimo 40 pontos no Sistema de Monitoria;
- Boa ortografia;
- Excelente comportamento no Departamento Oficial de Militares.

Cadete/Delegado -> Aspirante-à-Oficial/Administrador -> Para que um Cadete (Supervisor) possa ser promovido a Aspirante-à-Oficial (Supervisor-Geral), é necessário que ele:

- Faça parte de no mínimo uma das equipes: Orientadores <O>, Formadores <F> ou Examinadores <E>;
- Possua no mínimo 80 pontos no Sistema de Monitoria;
- Apresente bom serviço e comportamento como DA;
- Apresente boa ortografia;
- Possua 4 dias mínimos como Cadete/Delegado.

Aspirante-à-Oficial/Administrador -> Tenente/Advogado -> Para que um Aspirante-à-Oficial (Supervisor-Geral) possa ser promovido a Tenente (Advogado), é necessário que ele apresente:

- Faça parte das três equipes de orientadores: Orientadores <O>, Formadores <F> ou Examinadores <E>;
- Possua no mínimo 80 pontos no Sistema de Monitoria;
- No mínimo 300 pontos no Sistema de Monitoria;
- Excelente ortografia;
- Exercer as funções de orientador de maneira correta;
- Excelente serviço e comportamento como DA;
- 6 dias mínimos como Aspirante-à-Oficial/Supervisor-Geral.

Tenente/Advogado -> Capitão/Acionista -> Para que um Tenente (Advogado) possa ser promovido a Capitão (Acionista), é necessário que ele apresente:

- Excelente ortografia;
- No mínimo 350 pontos no Sistema de Monitoria;
- 8 dias mínimos como Tenente/Advogado.

Capitão/Acionista -> Major/Perito -> Para que um Capitão (Analista) possa ser promovido a Major (Acionista) é necessário que ele apresente:

- Promova militares, estes do Corpo de Praças, de acordo com as exigências e merecimento;
- Excelente ortografia;
- No mínimo 400 pontos no Sistema de Monitoria;
- 10 dias mínimos como Capitão/Analista.

Major/Perito -> Coronel/Juiz -> Para que um Major (Perito) possa ser promovido a Coronel (Juiz) é necessário que ele apresente:

- Excelente ortografia;
- Postura exemplar como membro do Corpo de Oficiais;
- No mínimo 1000 pontos no Sistema de Monitoria;
- 12 dias mínimos como Major/Acionista.

Coronel/Juiz -> General/Desembargador -> Para que um Coronel (Juiz) possa ser promovido a General (Desembargador) é necessário que ele apresente:

- Excelente ortografia;
- Excelente serviço como DG;
- Excelente conduta perante o Código Penal do Departamento;
- Excelente entendimento dos documentos do Departamento;
- Excelente entendimento sobre todas as funções do Departamento;
- No mínimo 2000 pontos no Sistema de Monitoria;
- 16 dias mínimos como Coronel/Promotor.

General/Desembargador -> Marechal/Líder -> Para que um General (Desembargador) possa ser promovido a Marechal (Líder) é necessário que ele apresente:

- Excelente ortografia;
- Excelente serviço como DG;
- Excelente conduta perante o Código Penal do Departamento;
- Excelente entendimento dos documentos do Departamento;
- Excelente entendimento sobre todas as funções do Departamento;
- No mínimo 5000 pontos no Sistema de Monitoria;
- 18 dias mínimos como General/Juiz.

Promoções para o Corpo de Superiores:

As promoções para o Corpo de Superiores (Sócio, Inspetor e/ou Professor) são decididas somente pela Presidência do Departamento Policial Tático, uma vez que trata-se de cargos mais experientes, confiáveis e sábios.

Marechal/Líder -> Sócio -> Destaca-se que este tipo de promoção não requer somente os requisitos básicos abordados nas promoções anteriores. Listamos abaixo uma lista de características essenciais para se tornar um membro do Corpo de Superiores:
- Impecável ortografia;
- Impecável serviço e comportamento como DG;
- Impecável conduta perante o Código Penal do Departamento;
- Impecável entendimento dos documentos do Departamento;
- Impecável entendimento sobre todas as funções do Departamento;
- No mínimo 6000 pontos no Sistema de Monitoria;
- 20 dias mínimos como Marechal/Líder.

Observação: Existem avaliações semanais dos membros do Corpo de Superiores, podendo estes serem realocados novamente ao cargo de Marechal/Líder.

Sócio -> Inspetor -> Destaca-se que este tipo de promoção não requer somente os requisitos básicos abordados nas promoções anteriores. Listamos abaixo uma lista de características essenciais para se tornar um Inspetor:
- Impecável ortografia;
- Impecável serviço e comportamento como DG;
- Impecável conduta perante o Código Penal do Departamento;
- Impecável entendimento dos documentos do Departamento;
- Impecável entendimento sobre todas as funções do Departamento;
- No mínimo 6000 pontos no Sistema de Monitoria;
- 20 dias mínimos como Inspetor.

Inspetor -> Professor -> Destaca-se que este tipo de promoção não requer somente os requisitos básicos abordados nas promoções anteriores. Listamos abaixo uma lista de características essenciais para se tornar um Inspetor:
- Impecável ortografia;
- Impecável serviço e comportamento como DG;
- Impecável conduta perante o Código Penal do Departamento;
- Impecável entendimento dos documentos do Departamento;
- Impecável entendimento sobre todas as funções do Departamento;
- No mínimo 7000 pontos no Sistema de Monitoria;
- 25 dias mínimos como Inspetor.

Professor -> Diretor -> O cargo de Diretor do Departamento Policial Tático possui apenas três vagas. Os militares escolhido para Diretor é avaliado diretamente pela Presidência. Seus principais objetivos são:
- Liderar a Comissão do Corpo de Superiores;
- Realizar as reuniões semanais da Comissão e suas respectivas ATAs;
- Facilitar as relações entre o Corpo de Superiores e a Administração;
- Fiscalizar o desempenho dos membros do Corpo de Superiores;
- Corrigir e orientar os membros do Corpo de Superiores conforme o Estatuto Interno.
- Representar a Polícia DPT na ausência da Presidência.

Art. 23 - Promoções de qualquer gênero só poderão ser aplicadas por:

I - Oficiais, ao Corpo de Praças (de Soldado a Cadete), mediante autorização de um membro do Corpo de Superiores ou Corregedoria;
II - Superiores, ao Corpo de Praças (de Soldado a Cadete), sem necessitar de autorização. De Aspirante-à-Oficial a Marechal, mediante Lista de Autorização divulgada semanalmente pela Comissão de Superiores;
III - Administradores e Corregedores, ao Corpo de Praças, Corpo de Oficiais e Corpo de Superiores.

Art. 24 - Destaca-se que toda promoção ou rebaixamento realizado por determinada patente deve ter seu registro OBRIGATORIAMENTE postado no fórum, em sua área específica. O sistema de promoção é baseado na hierarquia: você só será promovido caso uma patente superior à sua reconheça seu esforço apresentado e verifique se todos os requisitos necessários foram atingidos. Lembre-se: Nunca peça promoções.



CAPÍTULO III
Equipes internas

Art. 25 - Todos os militares, alocados no Cargo de Cadete acima, estão aptos a adentrar uma das três equipes abertas do Departamento, sendo estas:

I - Orientadores: Ministram aulas teóricas durante a jornada Militar a fim de disseminar conhecimentos específicos aos oficiais;
II - Examinadores: Aplicam testes que atestem a absorção de todo o conhecimento adquirido com aulas;
III - Formadores: Responsáveis por praticar conteúdos previamente ensinados, certificando o aprimoramento das competências individuais.



Art. 26 - Todos os militares, alocados no Cargo de Tenente acima, estão aptos a adentrar a equipe de Monitoria do Departamento (com convite do líder da equipe), cuja responsabilidade é registrar todos os usuários ativos e seus respectivos pontos diariamente no fórum da Polícia DPT.


Art. 27 - Todos os militares, alocados no cargo de Aspirante-à-Oficial acima, estão aptos a adentrar na equipe de Setor de Recursos Humanos com convite do líder da equipe, cuja responsabilidade é responsável por toda a documentação policial dentro do Departamento, desde o histórico ao futuro, arquivando todas as movimentações de patentes e cadastros dos policiais que passaram ou passarão pela instituição. 



Art. 28 - Todos os militares, alocados no cargo de Major acima, estão aptos a adentrar na equipe de Corregedoria com convite da Presidência, é composta por seis membros, resumindo-se nos seis melhores atuais policias da instituição. Ela detém da responsabilidade da qualidade do Corpo Oficial, tendo autorização, somente em reuniões, com a maioria de votos, mudanças de promoções ou rebaixamentos dentro do Oficialato. As vagas são selecionadas pela Presidência.


Art. 29 - Militares ativos da Polícia DPT poderão participar das seis equipes simultaneamente.


Art. 30 - Usuários serão identificados em equipes através de suas SIGLAS em missão, sendo elas:


I - Orientadores: <O>
II - Juízes: <J>
III - Técnicos: <T>
IV -  Monitoria: <M>
V - Setor de Recursos Humanos: <S>
VI - Corregedoria: <C>


CAPÍTULO IV
BATALHÃO

Art. 31 - Entende-se por funções em base e suas respectivas responsabilidades:

I - Recepção: Composta por usuários capacitados à alistar novos civis com base nos três requisitos básicos, sendo eles, missão branca, inserção no grupo "[DPT] Grupo Centrall", e visual;
II - Verificação de Recrutas (VR): Um usuário com a função de checar se os três requisitos de alistamento estão corretos, a fim de direcionar o Recruta para o respectivo treinamento;
III - Verificação de Entrada (VE): Um usuário com a função de checar no fórum oficial da Polícia DPT se os usuários aguardando a entrada em base são realmente idôneos;
IV - Comandante da Recepção (CR): Um usuário responsável por manter a ordem a atender aos demais que estão atuando na função de Recepção;
V - Ala Militar (AM): Espaço localizado no centro do Departamento devendo ser utilizado por militares aguardando funções à serem designadas;
VI - Ala de Ausência: Espaço localizado ao fundo do Departamento destinado aos Militares que precisam ficar inativos de suas funções momentaneamente;
VII - Ala de Apresentação: Espaço a ser utilizado para Promoções, Punições e Avaliações;
VIII - Setor de Monitoria e Recursos Humanos: Setor de responsabilidade da equipe de Monitores e Setor de Recursos Humanos, tendo a função de monitoramento de usuários;
IX - Comandante-Geral (CG): Um usuário responsável por coordenar, administrar, orquestrar todo do Departamento e usuários presentes neste, membro reconhecido por utilizar balão de fala na cor vermelha;
X - Comandante-Auxiliar (CA): Um usuário responsável por atender e auxiliar na organização do Departamento junto ao Dirigente-Geral, membro reconhecido por utilizar balão de fala na cor verde;
XI - Ala de Guia: Localizada ao canto esquerdo da unidade, oferece espaço especializado para a aplicação de aulas teóricas, sem que haja interferência com o resto dos usuários presentes.
XII - Ala VIP: Destina-se ao espaço exclusivo para o corpo de Superiores e a Organização aliada da Polícia.
XIII - Sentinela: Ala de membros capacitados a aplicar aula de Aprimoramento para o aguardo de novos Recrutas.

Art. 32 - Todo usuário presente na unidade deve estar ocupando uma das funções acima citadas.
Parágrafo Único: Ninguém poderá ficar em pé na sede com exceção dos responsáveis pelas funções de CR, CA, CG e Presidência.


Art. 33 - Todo usuário presente está compelido a seguir as ordens do Comandante-Geral e Comandante-Auxiliar, em prioridade, a fim de contribuir para o andamento efetivo das funções, sob pena de punição.


Art. 34 - A função de Recepção poderá ser assumida a partir do Cargo de Soldado, sem exceções.


Art. 35 - A funções de Verificação de Entrada e Verificação de Recrutas poderão ser assumidas por um membro que ocupe o Cargo de Cabo, porém, com certificação em Formação Básica.


Art. 36 - A função de Comandante-Geral poderá ser assumida por um membro que ocupe o cargo de Major acima.
Parágrafo Primeiro: Salvo casos de urgência em que um membro do corpo de Oficiais (Tenente à Marechal) poderá assumir a função de Dirigente-Geral.


Parágrafo Segundo: Na presença de um Oficial de cargo Major acima, a função de Comandante-Geral deverá ser imediatamente repassada a este.


Art. 37 - A função de Comandante-Auxiliar poderá ser assumida por um membro que ocupe o cargo de Subtenente acima.


Parágrafo Único: O membro que for destinado a ocupar a função de Comandante-Auxiliar nunca poderá ser de um cargo acima ao que ocupa a função de Comandante-Geral no momento em questão.






















Mensagem - Página 1 de 1

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum